segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Sérgio Viotti, Carlos Drummond de Andrade e a Rádio MEC

Falecido no dia 26 de julho deste ano, o ator Sérgio Viotti, então com 82 anos, foi também um homem do rádio, mas especificamente da Rádio MEC.

Num depoimento à Sociedade de Amigos da Rádio MEC (íntegra aqui) contou parte de sua trajetória nesse meio. Uma de suas histórias envolve o poeta Carlos Drummond de Andrade:

Em 72, o Avelino teve um problema. Alguém ia sair e, por acaso, nesta época eu tinha saído da televisão e queria voltar a fazer teatro aqui, no Rio, e não tinha aquele compromisso de estar em São Paulo e vir ao Rio. Aí o Avelino disse: 'Por favor, venha ser diretor artístico da Rádio [MEC], comigo'.

Como eu trabalhava em rádio desde 58, e aquilo não tinha nenhum segredo para mim, eu aceitei. Mas as condições eram as piores possíveis e imagináveis! Você tinha a impressão de que era o Titanic depois que afundou! Basta dizer que havia um corredor com toda a biblioteca empilhada num canto, havia janelas com cortinas e livros empilhados atrás das cortinas - não me pergunte por que! - eles estavam usando o local da biblioteca para outra coisa. A discoteca era praticamente inexistente... Sabe quantos funcionários eu tinha? 62 !!! 62 produtores !! e tinha duas máquinas de escrever. E um dos meus funcionários era Carlos Drumond de Andrade ! Um dia eu entrei na Rádio e vi o Carlos chegando e abrindo o livro de ponto, e fiquei desorientado e perguntei o que ele estava fazendo ali. Ele responde: 'Eu vim assinar o livro de ponto.'

E eu digo : 'O que ?! Você vem aqui para assinar o livro de ponto? Primeiro, nós é que devíamos levar o livro para a sua casa, ficar de joelhos para você assinar, e pagar a você por cada autógrafo! E nunca mais apareça aqui! E você não vai perder o emprego, não.' Coisas do Brasil, né?”
Agora, sobre a trajetória, sobretudo poética de Drummond, vale a pena conhecer o documentário, da série Mestres da Literatura, No caminho de Drummond, produzido pela TV Escola, e que pode ser baixado a partir do site Domínio Público (aqui).

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário