quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Ferramenta de navegação na internet para surdos



O programa Notícias Univesp apresentou uma entrevista com o engenheiro elétrico Stefan José Oliveira Martins que desenvolveu, em sua dissertação de mestrado, uma ferramenta que auxilia os surdos a navegarem na internet chamada CLAWS. Ele foi orientado pela professora Lúcia Vilela Leite Figueiras, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, que também fala neste programa.

Música - Documentário
Apanhei-te cavaquinho



A série de documentários televisivos Apanhei-te cavaquinho, veiculada originalmente no canal português RTP2, mostra a história e os usos desse instrumento, originário da cidade de Braga (Portugal), e que encontrou no Brasil um estilo próprio, nos grupos de choro e regionais. O programa é apresentado pelo músico Henrique Cazes, que viaja a a países como Cabo Verde e Estados Unidos, para mostrar como o instrumento integra-se a diferentes culturas musicais, além das de Brasil e Portugal. A série tem quatro episódios, o primeiro você pode ver acima, e os outros nos seguintes links: episódio 2, episódio 3 e episódio 4.

Como bônus da postagem, você pode ouvir, abaixo, o próprio Henrique Cazes tocando um clássico, "Minhas mãos, meu cavaquinho", de Waldir Azevedo.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Oito ideias para o uso de HQ em sala de aula


Acima, um infográfico com algumas ideias para o uso de HQ em sala de aula. A partir do "Leia Mais", você pode ver a tradução e detalhamento das propostas.

Via Aprendo en la Web.

Cultura negra em pauta

Conforme os dados do convite abaixo, será realizada oficina que aborda a questão da cultura afrobrasileira na escola.

Dia do Livro Didático



Hoje, 27 de fevereiro, é o Dia Nacional do Livro Didático. Para comemorar, preparamos uma seleção de materiais sobre o tema. Acima, você pode ver o vídeo, da TV Escola, “Livros didáticos ontem e hoje”. E também podera conhecer:
  • O e-book  Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas, organizado por Bianca Santana, Carolina Rossini e Nelson De Luca Pretto, no qual o tema do livro didático é discutido em alguns dos capítulos, dentro da problemática dos REA.
Vale lembrar, ainda, que disponibilizamos outros textos sobre livros didáticos, na Bibliografia do blog.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Curso de especialização em Educomunicação: Comunicação, Mídias e Educação



O prazo para inscrições no Curso de Especialização Lato Sensu em Educomunicação na ECA/USP vai até a próxima 5a feira, 28 de fevereiro. Veja mais informações no endereço: http://www.cca.eca.usp.br/especializacao/1654.

Acima, você pode conferir um vídeo em que a Profa. Dra. Maria Aparecida Baccega fala sobre um dos fundamentos da educomunicação: garantir a cidadania através da oportunidade das pessoas comunicarem-se pelas mídias. Ela defende a educomunicação como um processo de formação crítica e afirma que o uso das tecnologias pode auxiliar na compreensão da sociedade.

E-book: Estudos & Pesquisas Educacionais, vol. 3


Lançado no final do ano passado, o volume 3 do livro Estudos & Pesquisas Educacionais, iniciativa da Fundação Victor Civita (FVC), reúne quatro trabalhos que discutem temas ligados à educação no Brasil. Entre eles, uma análise, realizada por Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida, Leila Rentroia Iannone e Maria da Graça Moreira da Silva sobre a EAD nas Licenciaturas de Pedagogia.

Como obter ideias


Via Incidental Comics.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Mídias na Educação - Relatos de pesquisa e formação
Rádio e alfabetização no Ensino Fundamental

Ao centro, a autora do texto, no dia da defesa de sua monografia

Valdeci Alves de Oliveira Ferreira*

Quando iniciei o curso Mídias na Educação, na época houve muita expectativa e algumas incertezas. Conforme o curso foi avançando as dificuldades foram sendo vencidas e dando lugar a uma série de novidades que até então estava longe do meu cotidiano. Aos poucos fui ingressando no mundo tecnológico e a sensação da descoberta desse novo aprendizado era muito boa.

O curso on-line possibilita muitos aprendizados, como postagem de atividades, visitar o ambiente, sala de bate papo, interagir com o meu grupo, participar dos fóruns e muito mais.

Ao estudar o módulo introdutório, foi possível perceber que os textos que deveríamos ler auxiliavam muito na nossa formação, me lembro bem de um texto escrito por Lilian Starobinas, “Paulo Freire e a emancipação digital”. Neste texto a autora retrata a condição humana do analfabetismo em toda sua amplitude, desde a leitura e escrita como compreensão de textos e o entendimento digital tão presente em nossas vidas.

Como se faz um manuscrito iluminado



A feitura de um manuscrito iluminado (que utiliza iluminuras) é explicada no vídeo acima. Apesar de ser falado em inglês, e estar sem legendas, o vídeo é bastante compreensível, pois as imagens são explicativas.

Animando a segunda
Linha



Linha é uma breve e poética animação de Mariana Zancheta, que, com poucos recursos, fez um trabalho que permite leituras variadas.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Cotas e o college na USP

No dia 16 desse mês, o jornal O Estado de S. Paulo publicou pesquisa, mostrando que
62% apoiam cotas para alunos negros, pobres e da escola pública. Nesse mesmo dia, dois professores e gestores de relevo na comunidade acadêmica deram opiniões sobre a questão do ensino superior, relacionada ao tema das cotas e o college (que seria feito na modalidade a distância).

Carlos Vogt, que já foi reitor da Unicamp e é atualmente presidente da Fundação Univesp, acredita que a inclusão via cotas é provisória, mas que o modelo de college (um Instituto Comunitário de Ensino Superior) poderia ser uma "terceira modalidade de ensino superior", de caráter mais permanente. Já o ex-reitor da USP, o professor José Goldemberg faz ressalvas ao plano de inclusão de alunos de escolas públicas nas universidades do Estado, atualmente em estudo. Veja os breves vídeos abaixo.




Clipping
Educação e Comunicação


Algumas reportagens e artigos interessantes publicados na semana:

Internet: 2002 vs 2012



Um videográfico que compara alguns dados sobre a internet, de 2002 com 2012.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Um filme aos sábados
Nunca te vi, sempre te amei



O filme conta a história de uma escritora americana que, durante vinte anos, se correspondeu com um livreiro inglês. É uma obra frequentemente usada como exemplo do modo como, mesmo antes da internet, mediações diversas (no caso, uma longa correspondência) podem aproximar as pessoas, de um modo até inesperado.

A Wikipédia em universidade no Brasil



No primeiro bloco do programa Educação Brasileira, da UnivespTV, acima, você poderá conhecer uma experiência de colaboração entre a Unesp e a Wikipédia, numa entrevista com a professora Maria José Vicentini Jorente desta universidade.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Pinceladas de Arte
Hieronymus Bosch (El Bosco) - O jardim das delícias



Considerado um dos primeiro artistas fantásticos, Hieronymus Bosch foi também uma fonte de infuência para os surrealistas. Seu tríptico "O jardim das delícias" é abordado no vídeo acima.

Música - Documentário
Meu tempo é hoje: Paulinho da Viola



O documentário dirigido Meu tempo é hoje: Paulinho da Viola, dirigido por Izabel Jaguaribe, de 2003, traça um perfil afetivo do cantor, instrumentista e compositor, destacando o papel do tempo no imaginário musical de Paulinho da Viola.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Quadrinhos e leitura: Visualizando citações


Outra estratégia para aproximar jovens de livros literários é o diálogo com a linguagem dos quadrinhos, seja pela leitura, seja pela produção. O projeto Visualizando Citações mostra essa possibilidade ao adaptar citações de obras de diferentes autores (entre outros, José Saramago, Hermann Hesse, Caio Fernando Abreu, Luís Fernando Veríssimo, Goethe, Balzac, Lawrence Durrell e Umberto Eco), em pequenas histórias. O projeto teve início o ano passado e publica os trabalhos on-line. Vale notar que as histórias são recomendadas para leitores de pelo menos 14 anos.

Já foram publicadas quatro coletâneas de histórias. Abaixo, você pode ver a última.

O protagonismo na leitura e a escrita



O professor Vladimir Krueger discorreu, numa palestra TEDxUnisinos, sobre algumas estratégias para desenvolver o interesse pela leitura e pela escrita, em alunos do ensino médio, particularmente com o uso de métodos que procuram tornar o estudante mais protagonista da apropriação de textos. Para tanto, entre outras atividades, trabalha a roteirização e filmagem do que os estudantes leem -- prática que que resulta num festival com os trabalhos realizados --, por eles mesmos, bem como trabalhos interdisciplinares que preparam a produção de textos.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Recursos para professores
Documentário: Entre a suástica e a palmatória



A reportagem especial em vídeo, acima, da Revista de História da Biblioteca Nacional, mostra a influência nazista no interior paulista, nas décadas de 1930 e 1940. É apresentado o caso de um propriedade rural na qual existiam símbolos do nazismo, com a adoção de práticas racistas em relação a 50 crianças órfãs, a maioria negras, que viviam em situação análoga à escravidão. É um documentário que pode servir para a discussão de como essa ideologia totalitária difundiu-se, chegando até ao Brasil.

Blogando na classe



Um decálogo de recomendações para a prática de blogar em sala de aula.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

E-book: Las tecnologías digitales frente a los desafíos de una educación inclusiva


O livro Las tecnologías digitales frente a los desafíos de una educación inclusiva en América Latina: algunos casos de buenas prácticas, organizado por Guillermo Sunkel e Daniela Trucco, é resultado de uma parceria entre a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e a Comissão Europeia, num estudo que busca trazer contribuições para a discussão sobre as políticas de difusão de tecnologias digitais na América Latina, numa perspectiva de educação inclusiva. Nesse sentido, o trabalho, lançado em novembro do ano passado, realiza análises, diagnósticos e estudos de boas práticas, em diferentes países da região, sobre o tema.

Como nota, no prefácio, Alicia Bárcena:

Existe consenso en que no basta con proveer a las escuelas de equipos, computadoras o servicios de banda ancha. También son claves las habilidades para utilizar la información con fines pedagógicos y para desarrollar capacidades de aprendizaje. Esto demanda una estrategia orientada a cerrar la brecha entre la enorme cantidad de información que los y las jóvenes reciben a través de las tecnologías digitales, y lo que es capaz de proveer la escuela y los docentes.

[...]

Pero aún hay en América Latina grandes brechas por cerrar en la educación. Se registran bajos niveles de acceso a la enseñanza postsecundaria, y en la preescolar falta mucho para alcanzar la cobertura universal. La calidad misma de la educación es otra gran deuda pendiente.

La penetración de las TIC promete acortar caminos —lo que en India llaman to tunnel through—, por su potencial para tender puentes y revertir desigualdades en múltiples ámbitos. En la región se han hecho grandes esfuerzos para incorporar las TIC en los sistemas educativos. [...]

Pero el avance en los países de la región no ha sido homogéneo en este sentido. La incorporación de las TIC en la educación debe generalizarse como política pública. Todavía es baja la densidad de computadores en las escuelas y la conexión a Internet. Falta mucho por mejorar en materia de conectividad, donde la brecha es aún crítica.

Las mejoras observadas se relacionan sobre todo con aspectos de la primera brecha digital, tales como el acceso. Queda por abordar la segunda brecha digital, referida al uso y apropiación de estas tecnologías para el aprendizaje. Es importante avanzar en capacitación docente para el uso pedagógico de las TIC, tema todavía ausente en políticas públicas de educación.

La agenda hoy debe considerar como eje fundamental la construcción de competencias y habilidades para aprovechar al máximo estos equipos y tecnologías. En este documento proponemos aprovechar la experiencia ya acumulada en nuestra región para seguir avanzando y construir sobre lo aprendido.”

Mídias na Educação - Relatos de pesquisa e formação
Mídias, Tecnologias e o Fazer Pedagógico


 Luciane Alessi de Almeida*

O trabalho de minha monografia apresenta o resultado de pesquisa realizada com professores de Educação Infantil, de um Centro de Educação Infantil localizado na cidade de São Paulo, com o objetivo de investigar ações formadoras voltadas à apropriação das mídias e das tecnologias aplicadas à educação. Investigou-se práticas pedagógicas favoráveis à mudança de postura do Professor da Educação Infantil, além de propor reflexões sobre o fazer pedagógico, com a finalidade de proporcionar avanços no modo de conceber a educação e a construção do conhecimento.

Localizar uma bibliografia condizente com o Estudo de Caso proposto foi o maior desafio. Não há muitas publicações relacionadas ao uso das diversas mídias na Formação do Professor de Educação Infantil, seja na sua utilização como forma de registro da prática ou na utilização dos registros com diversas mídias para realizar uma avaliação reflexiva da prática docente. De certa forma, esta dificuldade foi superada por meio de uma bibliografia voltada aos autores e estudiosos/pesquisadores relacionados à Formação de Docentes envolvendo as mídias e tecnologias de um modo geral, e, não somente, os professores de Educação Infantil.

II Congresso Brasileiro de Recursos Digitais na Educação

Abaixo, cartaz com informações sobre o evento. As inscrições vão até 20 de maio.


Quem somos

Cartum de Quino.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Animando a segunda
Time of Rio



Time of Rio, segundo informam os produtores desse filme, é uma breve amostra de um projeto mais amplo sobre o Rio de Janeiro, a cidade, sua natureza e vida. O filme foi produzido, também de acordo com os realizadores, com diferentes técnicas de captura de imagem, como sequências de slow motion, time lapse, hyper lapse, trilhos e controladores de movimento. De qualquer maneira, é uma visão poética sobre a “cidade maravilhosa”.

Memória do Teatro - Vestido de noiva



A atriz Yoná Magalhães fala sobre a montagem, dirigida por Sérgio Cardoso, de Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues, realizada em 1965. No depoimento, ela se refere ao acervo de Nelson Rodrigues, disponível no site da Funarte.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

A música popular e o ensino de Historia



O professor e História Ramiro Bicca compartilhou algumas ideias sobre o trabalho pedagógico com canções populares, falando de sua experiência, nessa palestra TEDxUnisinos, realizada no ano passado.

Clipping
Educação e Comunicação

Foto: eskodesign (via morgueFile)

Algumas notícias e artigos interessantes da semana:

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Eduardo Coutinho, no Jogo de Ideias



Também com Eduardo Coutinho, o programa Jogo de Ideias, de 2006, acima, apresenta uma entrevista com este cineasta, em que participa a pesquisadora Consuelo Lins, além do apresentador do programa, Claudiney Ferreira. Durante a conversa, Eduardo Coutinho fala sobre o processo de realização de seus filmes e o impacto dos mesmos nas pessoas.

Um filme aos sábados
Theodorico, Imperador do Sertão



Theodorico, Imperador do Sertão, documentário produzido para o programa Globo Repórter, em 1978, com direção de Eduardo Coutinho, foi o segundo filme documental deste diretor, sendo considerado um dos melhores documentários brasileiros de todos os tempos e um filme que prenunciou algumas das características da obra posterior deste cineasta, como a escuta atenta aos participantes de seus filmes e a abertura ao mundo destes. No caso, a obra tem a peculiaridade de abordar um membro da classe dominante, um curioso e anacrônico “coronel” do Rio Grande do Norte. O método de Coutinho funciona pela própria colaboração do personagem, que emite suas polêmicas opiniões sobre a poligamia (“A natureza é clara e mostra isso... Você veja, eu tenho dez galinhas no chiqueiro, só tenho um galo”), a política (“Na política, ficar contra o governo é errado"; “Na política não se diz não, só se diz sim”) e os trabalhadores rurais (“Não há motivo de aposentadoria do homem que não tem cultura”), com uma naturalidade e franqueza surpreeendentes e ingênuas.

É uma abordagem antropológica sobre um Brasil arcaico que permite perceber o sistema de relações sociais paternalistas, clientelistas e machistas que caracterizou diversas comunidades rurais sob a chefia e mando de poderosos, associados ao Estado, em particular no Nordeste brasileiro, durante boa parte da história dessas regiões. De certo modo, Theodorico era o sobrevivente de outra época.

No entanto, essas dimensões ganham vida não por uma crítica exterior e maniqueísta, mas sim no retrato espontâneo, e tanto quanto possível holístico, de um personagem que possui também características sedutoras, humanas, que o filme sabe mostrar. Essa é a grande qualidade de Coutinho; como nota o documentarista João Moreira Salles:

Na mão de qualquer outro documentarista, Theodorico, o Imperador do Sertão seria uma caricatura; vale dizer: não existiria. Poderia ser dispensado com um sorriso irônico. Ouvido por Coutinho, ele não apenas existe, como tem suas razões e é capaz de explicá-las. Concederam-lhe tempo para nos seduzir, e subitamente nos damos conta: um homem como Theodorico, dizendo o que diz, consegue ser fascinante. Essa é uma verdade difícil de admitir, mas, em relação ao poder e aos poderosos, existe lição maior a ser aprendida?”

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Visões do Documentário - Eduardo Coutinho
A entrevista como arte do encontro no documentário



Em encontro com o cineasta Eduardo Coutinho, realizado na Casa do Saber-RJ, em 2008, ele fala sobre o papel das entrevistas em seus filmes e no documentário de modo geral.

Pinceladas de Arte
El Greco - O enterro do Conde de Orgaz



Uma das mais importante e conhecidas obras de El Greco, a pintura sobre tela "O enterro do Conde de Orgaz", é discutida no vídeo da série Pinceladas de Arte, acima.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Uma conversa com Eduardo Coutinho



Acima, você pode ver uma conversa do diretor Eduardo Coutinho com estudantes e comunidade da PUC-SP a respeito de sua obra. No início, ele fala sobre um filme, exibido apenas fora do circuito, chamado "Um dia na vida", que, como ele explica, utiliza gravações de um dia da televisão. Ele discorre ainda sobre filmes como "Edifício Master" e "Cabra marcado para morrer".

Cosmos, de Carl Sagan
Quem Pode Salvar A Terra (ep. 13)



O último episódio da série Cosmos apresenta uma reflexão sobre os riscos das armas nucleares e outras possibilidades de extermínio da vida humana na Terra.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

II Encontro Internacional sobre o Uso de Tecnologias da Informação por Crianças, Adolescentes, Jovens e Adultos


Nos dias 16 e 17 maio será realizado o II Encontro Internacional sobre o Uso de Tecnologias da Informação por Crianças, Adolescentes, Jovens e  Adultos, na Universidade Presbiteriana Mackenzie (Campus Higienópolis - SP).

O objetivo do Encontro é apresentar temas relevantes e promover debates com a participação de especialistas brasileiros e internacionais sobre como transformar o uso da internet em uma fonte mais segura, ética, educativa e saudável de conhecimentos, além de uma ponte de diálogo entre as gerações. Todos os temas serão apresentados na forma de palestras e mesas redonda, com a participação do público enviando perguntas aos especialistas.

As inscrições podem ser feitas de 01º/Março a 17/Maio/2013. Veja mais informações em http://ead.mackenzie.br/eventos/course/view.php?id=9.

Música
Acontece



No programa Fantástico, da Rede Globo, Paulinho da Viola canta, com Cartola, "Acontece", música deste compositor.

Recursos para professores
Linha do tempo da evolução


O biólogo e artista norte-americano John Kyrk criou uma linha do tempo virtual, desde o Big Bang, mostrando os acontecimentos no planeta, conforme as diferentes eras geológicas. Há versão com texto em português.

Via Aprendo en la web.

Literatura - Poesia
A onda



Uma animação do poema "A onda", de Manuel Bandeira, do livro A Estrela da Tarde (1963).

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

E-Book: Professores do Brasil - impasses e desafios


Lançado em 2009, o livro Professores do Brasil: impasses e desafios, organizado Bernadete Angelina Gatti e Elba Siqueira de Sá Barreto, pretende, como observa o prefácio:

oferecer um balanço da situação relativa à formação de professores para a educação básica no Brasil. Procura traçar um panorama sobre os docentes em exercício e as questões pendentes, examinar a legislação e suas oscilações e complementações conjunturais, as condições dos cursos de formação e seu alunado, os modelos especiais de formação para atender à exigência de sua elevação para o nível superior, a formação continuada de professores. Busca ainda abordar questões relativas à carreira e ao salário docentes. O intuito é tentar levar a reflexão sobre a docência e a formação para seu exercício a um plano mais amplo e abrangente, na busca de superação de casuísmos. Ao final, algumas proposições são postas à discussão, a partir das análises empreendidas.”

Lições de Animação: Animação no Brasil



Com roteiro e diração de Cristiane Ballerini, o documentário televisivo Lições de Animação: Animação no Brasil, produzido para a UnivespTV, oferece um panorama sobre essa arte no país, mostrando desde as iniciativas pioneiras, como o longa-metragem Sinfonia Amazônica (1953), até personagens e atividades relacionados ao tema nos dias de hoje. As preocupações educativas ou que envolvem a formação cidadã de jovens também são evidenciadas no documentário, em projetos que procuram fazer com que o Brasil não seja somente um consumidor de animações, mas também produtor.

Animando a segunda
Richard Feynman - Ode to a Flower



Em 1981, o físico Richard Feynman deu uma entrevista à BBC, falando sobre sua visão sobre a ciência (você pode ver esta entrevista legendada aqui). Num trecho, que serve de inspiração para o filme acima, ele nota que o conhecimento científico pode ser fonte de prazer e curiosidade estética. É uma defesa sagaz da ciência e do conhecimento quanto à acusação de que eles tornam as pessoas menos aptas a ver a beleza do mundo.

A tradução completa do trecho da fala de Feynman utilizada no filme é a seguinte:

Tenho um amigo que é um artista e às vezes adota uma visão com a qual não concordo exatamente. Ele irá exibir uma flor e dizer ‘veja como é bela’, e eu concordarei. Então ele diz: ‘Como artista posso ver o quão bela ela é, mas você como um cientista irá ver distanciadamente e a tornará uma coisa aborrecida’, e eu acho que ele é uma espécie de maluco. Primeiro, a beleza que ele vê está disponível para outras pessoas e para mim também, acredito. Embora eu não seja tão refinado esteticamente como ele é... Eu posso apreciar a beleza de uma flor. Ao mesmo tempo, eu vejo muito mais sobre a flor do que ele vê. Eu posso imaginar as suas células, as complicadas interações dentro dela, o que também têm certa beleza. Quero dizer que não há apenas beleza nesta dimensão, a um centímetro; também há beleza em dimensões minúsculas, a estrutura interna, assim como os processos. O fato de que as cores na flor evoluíram de modo a atrair insetos para a polinização é interessante; isso significa que os insetos podem ver a cor. O que adiciona uma pergunta: será que esse senso estético também existe nas formas inferiores? Por que isso é estético? Todos os tipos de questões interessantes relacionadas ao conhecimento científico só aumentam a excitação, o mistério e a admiração por uma flor. Isso só acrescenta. Não compreendo como subtraia.”

Clipping
Educação e Comunicação

Foto: mconnors - via: MorgeFile

Algumas reportagens e artigos interessantes da semana:

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Literatura - Poesia
Os inocentes do Leblon



Chico Buarque recita "Os inocentes do Leblon", poema de Carlos Drummond de Andrade.

Alunos do Nas Ondas do Rádio entrevistam prefeito de São Paulo



No última dia 6, volta às aulas da Rede Municipal de Ensino de SP, alunos do programa Nas Ondas do Rádio fizeram perguntas ao prefeito durante uma aula inaugural realizada no CEU Quinta do Sol.

Como nota uma das entrevistadoras, na fala final do vídeo acima, foi uma oportunidade dos estudantes conhecerem aspectos, em que têm interesse, dificilmente veiculados pela mídia tradicional -- como a infância do prefeito Fernando Haddad. Ao mesmo tempo, foi mais uma ocasião propiciada pela programa de educomunicação da Prefeitura de São Paulo para que os jovens exercessem seu protagonismo.

Você pode conhecer outros momentos interessantes do programa Nas Ondas do Rádio, em particular, na expressão de comunicação juvenil em reportagens, no blog Imprensa Jovem.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Um filme aos sábados
Chung Kuo - China



A postagem anterior aborda o presente da China, e as grandes perspectivas para o futuro do Império do Meio (Chung Kuo). Um interessante olhar sobre o passado recente desse país é dado pelo documentário do diretor italiano Michelangelo Antonioni (falecido o ano passado). No início da década de 1970, Antonioni, então no auge de seu prestígio, foi convidado por autoridades chineses para realizar um filme no país. A China vivia, na época, o fim da sua polêmica “revolução cultural”, embora Mao ainda estivesse no poder. Antonioni teve contratempos durante as filmagens, no entanto não esperava a péssima recepção que o filme teve pelo governo chinês, que chegou a tentar proibir a obra – que só foi exibida no país trinta anos depois de sua estreia original em 1972. As restrições, ao que parece, dizem menos respeito ao filme em si do que a mudanças no contexto político que originou a obra – o dirigente que convidou Antonioni para fazer o filme caiu em desgraça algum tempo depois. De fato, o filme está longe de ser ofensivo aos chineses, preocupando-se principalmente em mostrar certos aspectos do cotidiano do país – sem dúvida, bastante diferente do atual.

Observação: o filme possui legendas em espanhol, que você pode adicionar, manipulando o tocador do YouTube.
+ Uma crítica bastante informativa sobre esse filme de Antonioni.

A ascensão da China



O economista Martin Jacques esboça uma série de ideias, nesta palestra TED, para entender o significado do crescimento chinês, notando peculiaridades desse país e a surpresa do Ocidente frente à realidade de crescimento acelerado de países como a China, a Índia e o próprio Brasil, que deslocam o eixo de poder mundial. É uma aula interessante sobre a geopolítica atual do mundo. Para Jacques, o deslocamento dos centros de poder e suas instituições, como o FMI e o Banco Mundial, podem significar uma perspectiva de democratização mundial.
+ Entrevista de Martin Jacques para o canal português RTP2 sobre a China.

História do Carnaval no Brasil



O maestro e professor da UnB Vadim Arsky fala à TV Brasil sobre a história do Carnaval, numa breve entrevista, procurando explicar por que a festa é tão popular no Brasil.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Feliz aniversário, Júlio Verne



Nascido em 1828 e falecido em 1905, o escritor francês Júlio Verne faria hoje aniversário, como lembra o blog Brain Pickings. Considerado por muitos o pai da ficção científica, Verne foi um escritor popular em seu tempo e, como nota a Wikipédia, é um dos “escritores cuja obra foi mais traduzida em toda a história, com traduções em 148 línguas, segundo estatísticas da UNESCO, tendo escrito mais de 100 livros”.

A literatura desse autor nutria-se de sua enorme curiosidade e capacidade de pesquisa. Além de escritor, "Verne também foi um astrônomo e cientista amador. A pesquisa obsessiva e a verificação de fatos estiveram no núcleo de sua escrita, e sua imensa curiosidade sobre a ciência e tecnologia freqüentemente o levaram a procurar cientistas e inventores famosos”, observa a postagem do Brain Pickings.

Acima, você pode um documentário do canal Discovery que fala sobre Verne e outro pioneiro importante de ficção científica, H. G. Wells, autor de A guerra dos mundos.
+ Veja também o documentário Meu Júlio Verne, de Patrício Guzman.

Música
Odeon



O violonista Paulinho Nogueira toca "Odeon", música de Ernesto Nazaré.

Pinceladas de Arte
Fra Angelico - A anunciação



"A anunciação", obra-prima de Fra Angelico, é destacada nesse episódio da série Pinceladas de Arte.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Cosmos, de Carl Sagan
Enciclopédia Galáctica (ep. 12)



Neste episódio de Cosmos, Carl Sagan aborda a questão da vida extraterrestre e a busca de sinais de vída alienígena, por meio da recepção de sinais de rádio ou pela observação por telescópio.

Visões do Documentário - João Moreira Salles
O documentário em busca de personagens



Encontro com o cineasta João Moreira Salles, realizado na Casa do Saber-RJ, em 2008, no qual ela fala sobre seus filmes e sobre a questão do "personagem" no cinema documental.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Recursos para professores
Passeio Virtual pelo Sistema Solar


O site 3D Solar System Web oferece a possibilidade de fazer um passeio virtual pelo Sistema Solar, trazendo informações (há configuração para língua portuguesa) sobre o Sol, os planetas e o cinturão de asteroides.

Via Free Technology for Teachers.

Aprendizado de código aberto



Richard Baraniuk, professor da Rice University, fala, numa palestra de 2006, sobre o site Connexions, e seus pressupostos com respeito a um aprendizagem online de código aberto. O projeto, que pode ser visto dentro do movimento mais amplo dos Recursos Educacionais Abertos, visa substituir o livro didático tradicional por um material online que pode ser compartilhado e modificado livremente, em qualquer lugar do mundo, pelos professores e alunos.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Animando a segunda
Glued



Faz um lindo dia lá fora, no entanto, uma mãe não consegue fazer com que seu filho deixe de ficar grudado (glued) em jogos eletrônicos. Esse é o argumento do curta-metragem feito por estudantes da Academia de Artes de Bezalel, de Israel.

Via Smelly Cat.

Visões do Documentário - Eduardo Escorel
A política como condição do documentário



Em conferência na Casa do Saber, no Rio de Janeiro, realizada em 2008, o cineasta e crítico Eduardo Escorel discute a relação da política com o cinema, particularmente o documentário.

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Clipping
Educação e Comunicação

Foto: Alvinman (via MorgeFile)

Algumas notícias e artigos interessantes da semana que passou:

E-Book: Los niños menores de tres años y la televisión


O Ministério da Cultura da Colômbia disponibilizou on-line o relatório da pesquisa, elaborada por Adriana Rodríguez Sánchez, Los niños menores de tres años y la televisión. Perspectivas de investigación y debate (1999-2010). Trata-se de uma ampla revisão da literatura científica sobre o assunto, na qual, ao mesmo tempo em que evidencia a importância da televisão e outros meios de comunicação na vida cotidiana das crianças, assinala-se a dificuldade dos programas com proposta educativa dirigidos para crianças cumprirem uma função desse tipo.

Além do relatório integral, o trabalho também foi divulgado no formato mais resumido num artigo científico publicado numa revista da Colômbia.

Literatura - Conto
Felicidade Clandestina



O conto de Clarice Lispectos "Felicidade Clandestina", do livro de mesmo nome publicado em 1971, é dramatizado pela atriz Maga Bianchi, em vídeo dirigido por Alberto Duran.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Clarice Lispector no De Lá pra Cá



Neste episódio do programa De Lá pra Cá, exibido originalmente pela TV Brasil em 2010, você poderá conhecer mais sobre a escritora Clarice Lispector, por meio também de depoimentos de escritores e especialista na obra da autora.

Um filme aos sábados
A Hora da Estrela



Baseado no livro de mesmo nome de Clarice Lispector, o último publicado em vida por esta escritora, em 1977, A Hora da Estrela é um drama, dirigido por Suzana Amaral, lançado em 1985, que conta a história de Macabéa, uma alagoana órfã e solitária, que vai tentar a sorte na cidade grande, onde trabalha como datilógrafa. A adaptação eliminou os elementos metanarrativos do romance original, concentrando-se no enredo e no drama patético de Macabéa que, no fim, encontra seu irônico momento de “estrela”.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Música
A paz



Gilberto Gil canta "A paz", música composta por ele e João Donato, e fala um pouco sobre a sua pareceria com este músico na feitura de canções.

Pinceladas de Arte
Francisco de Goya - Os fuzilamentos do 3 de maio



Francisco de Goya, pintor e gravador espanhol, célebre pela dramaticidade de algumas de suas obras, tem sua pintura "Os fuzilamentos do 3 de maio" analisada, no vídeo acima.

Jornada sobre HQ na ECA/USP


O Observatório de Histórias em Quadrinhos da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo irá realizar, de 20 a 23 de agosto de 2003, as 2as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos.

O evento ocorrerá na própria ECA/USP, tendo como proposta de servir de ponto focal para as pesquisas sobre histórias em quadrinhos produzidas em diferentes regiões do país e também no exterior. Dentre os eixos para a submissão de trabalhos está o temática "Quadrinhos e Educação". O prazo final para envio de resumos é 15 de março. Veja mais informações em: http://www2.eca.usp.br/jornadas/index.php.
+ Conheça trabalhos sobre HQ e a educação, em bibliografia no nosso blog.